Alopecia tem cura? Tire suas dúvidas!

Fale Conosco Pelo Whatsapp

O cabelo é uma das principais características que interfere diretamente na vaidade de qualquer pessoa. Entretanto, muitos sofrem com a queda de cabelo e se questionam se a alopecia tem cura. Segundo a Sociedade Brasileira do Cabelo (SBC), 50% das mulheres têm alguma queixa sobre queda capilar.

Já entre os homens, é certo que 50% da população masculina até os 50 anos sofra com algum tipo de alopecia. Embora não seja uma doença grave, existem vários tipos diferentes e, por isso, cada um deve ser tratado de forma diferente. Conheça um pouco mais sobre o problema no artigo a seguir.

Saiba o que é alopecia e se tem cura

A alopecia também é conhecida como calvície. Trata-se de um problema que afeta o couro cabeludo e faz com que os fios caiam e parem de crescer, reduzindo aos poucos a quantidade de cabelos. Essa redução pode ser tanto parcial como total.

A doença apresenta vários tipos diferentes e são classificados de acordo com suas causas. A queda de cabelo é o ponto comum entre todos os tipos de alopecia. Ela afeta os bulbos capilares, geralmente no couro cabeludo, fazendo com que eles se fechem por completo e que os fios não cresçam mais.

Tipos de alopecia

Geralmente a alopecia aparece após os 30 anos de idade, mas existem diversos casos em que ela surge antes deste período. Por isso, é importante identificar qual dos tipos da doença está causando a queda de cabelo e saber se a alopecia tem cura para cada caso. Existem vários tipos de alopecia, mas as consideradas mais comuns são a areata e androgenética.

Alopecia areata

A alopecia areata é uma condição caracterizada pela ausência de cabelo em áreas de formato arredondado ou ovais. O problema é comum em cerca de 2% da população. Estima-se que a causa está associada a uma condição automimune, em que o sistema imunológico ataca e destrói o tecido corporal sadio por engano.

Entre os sintomas já citados, o paciente também pode sentir sensação de queimação ou coceira na região em que está ocorrendo a queda. Este tipo de calvície é mais comum de ocorrer no couro cabeludo, entretanto, a barba, sobrancelhas, braços e pernas também podem ser afetados pelo problema.

Alopecia Androgenética

A alopecia androgenética é o tipo mais comum de calvície, principalmente entre os homens. A doença está diretamente associado ao hormônio masculino, e tende a se desenvolver desde a adolescência, fazendo com que, em cada ciclo do cabelo, os fios venham progressivamente mais finos.

O sintoma mais frequente é o afinamento do cabelo, deixando-os cada vez mais ralos e o couro cabeludo mais aberto. Por outro lado, nas mulheres o problema também pode ter sintomas como irregularidade menstrual, acne, obesidade e aumento de pelos no corpo.

Alopecia tem cura?

O tratamento e a possibilidade de cura vai depender do tipo de alopecia. Geralmente, o transplante capilar, associado a outros métodos, consegue reverter o problema e recuperar os fios do couro cabeludo, garantindo que eles voltem a crescer. Entretanto, em alguns casos a alopecia não tem cura.

No caso da areata, é comum conseguir a recuperação total dos cabelos. Além do transplante capilar, o médico poderá recomendar o uso de alguns medicamentos que ajudam a estimular o crescimento do cabelo. No entanto, é necessário que o fator causador da queda seja diagnosticado e tratado, para em seguida recuperar os fios.

Quando o problema é causado pela alopecia androgenética, a calvície não tem cura. Entretanto, existem tratamentos que podem retardar o processo de queda de cabelo. Geralmente são utilizados bloqueadores hormonais via oral.

Fale Conosco Pelo Whatsapp


Enquanto isso, saiba mais sobre Transplante Capilar e seus resultados.


(Preencha, envie e aguarde a confirmação)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *