Calvície: descubra principais causas

Descubra as principais causas da calvície
A alopecia, como também é conhecida a calvície, está entre as dez maiores reclamações de pacientes, entre 15 a 39 anos, que visitam um consultório médico. O problema é caracterizado pela queda parcial ou intensa de cabelos. Mas você sabe quais as principais causas? Descubra a seguir.

Poucos sabem, mas a calvície é mais comum do que se imagina. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a alopecia, como também é conhecida, está entre as dez maiores reclamações de pacientes. A calvície é caracterizada pela queda parcial ou intensa de cabelos. Além disso, estima-se que 80% dos homens com mais de 80 anos sofram com a queda de cabelo. Porém, esse tipo de problema pode afetar as mulheres também. Existem vários tipos de calvície e as causas são as mais variadas.

Principais causas da calvície

A alopecia androgenética é uma das principais causas da calvície. Trata-se de uma condição desencadeada por fatores de ordem hormonal e genética. Também está associada ao excesso de hormônios andrógenos masculinos. Veja a seguir, mais detalhes sobre as principais causas da queda de cabelo.

Alopecia androgenética

Esse é o tipo de calvície hereditária, ou seja, herdado por um gene do pai ou da mãe. É possível que os primeiros sinais apareçam já na adolescência, piorando gradativamente. Este tipo de problema não tem cura, apenas tratamento.

Doenças autoimunes

As doenças autoimunes, como o lúpus, prejudicam o sistema imunológico, deixando o corpo vulnerável aos fungos e bactérias. Sendo assim, os problemas passam a atingir o couro cabeludo e as unhas. Em conclusão, isso ocorre porque o organismo entende que outros órgãos necessitam de mais nutrientes para combater as doenças, desviando o fluxo que iriam para os fios.

Doenças psicológicas

Doenças psicológicas ou desequilíbrio emocional, como o estresse, podem ser a causa da calvície. Esse tipo de problema gera um desequilíbrio hormonal, causando inflamação e favorecendo a queda de cabelo. A depressão também favorece e muito que os fios caiam. A princípio, não exatamente a doença em si, mas os hábitos em consequência dela, como por exemplo, a má alimentação e os remédios utilizados para tratar o problema.

Alimentação desequilibrada

Dietas malucas ou descuido na alimentação podem influenciar na queda de cabelo. Afinal, a falta de nutrientes necessários para o crescimento e fortalecimento dos fios acelera o gene da calvície. Em outras palavras, se o cardápio não é balanceado e composto por alimentos que contenham zinco, ferro e proteínas, a queda de cabelo poderá ocorrer com mais facilidade.

Alteração na tireoide

A alteração na tireoide pode causar a queda ou o enfraquecimento dos fios. Por outro lado, a relação entre o hipotireoidismo ou o hipertireoidismo e a calvície ainda não é comprovada, mas os sintomas são notáveis. Uma das hipóteses é que o problema seja causado por doenças autoimunes, em que os anticorpos atacam os hormônios. Em resumo, se esses hormônios são produzidos em excesso ou em quantidade insuficiente, as funções do organismo sofrem alterações, entre elas a calvície.

Inflamação no couro cabeludo

Problemas no couro cabeludo influenciam diretamente na queda dos fios. Doenças como a dermatite seborreica, ou mais conhecida como caspa é uma das causas da calvície. O problema está diretamente relacionado a alteração da produção de sebo pelas glândulas sebáceas, fator este, que aumenta a oleosidade do couro cabeludo. Entretanto, a foliculite, que se trata da inflamação dos folículos pilosos, também pode ser responsável pela queda de cabelo.

Quer saber como resolver de vez a calvície? Neste artigo, falamos melhor a respeito! Conheça nosso Facebook e saiba mais sobre a nossa clínica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *